Pages

sábado, 28 de março de 2015

Polícias Civil e Militar capturam três envolvidos em crimes em São Miguel do Guamá



Diemerson, Luiz Guilherme e Jhonatan: Presos


As Polícias Civil e Militar prenderam três envolvidos nos crimes de roubo, furto, receptação dolosa e coação no curso de processo, na cidade de São Miguel do Guamá, região nordeste do Pará. Um dos presos é Luiz Guilherme Jaques Teixeira, 22 anos, de apelido “Riquinho”, acusado de furtar uma bolsa com valores em dinheiro e documentos pessoais de uma mulher na área comercial da cidade. Ao ser preso, o acusado confessou o crime, mas alegou ser usuário de drogas e que o dinheiro seria para adquirir entorpecentes. Ele cometeu o crime junto com um adolescente que foi apreendido e encaminhado por determinação judicial para o CIAM (Centro de Internação do Adolescente Masculino), em Ananindeua, na Grande Belém.
Outro preso é Jhonatan Piane Marinho, 26, conhecido por “Passarinho”, preso após subtrair uma bicicleta no centro comercial na cidade. Conforme o delegado Ronaldo Lopes, da Unidade Integrada Pro Paz de São Miguel do Guamá, o acusado já foi preso outras quatro vezes pela prática de furto e estava em liberdade provisória. Durante as investigações do crime, a bicicleta foi recuperada na invasão da Nova Conquista em poder de Diemerson Diego Lopes Barbosa, conhecido por “Diego”, condenado à pena de 14 anos de reclusão pela prática de roubo.
Diemerson é acusado de ter cometido, no último dia 01, o roubo de uma motocicleta na cidade de Castanhal. O veículo foi recuperado na casa do acusado e devolvido à vítima. Diemerson foi autuado em flagrante delito pela prática de crime de receptação dolosa e coação no curso do processo, crime previsto no artigo 344 do CPB, já que ameaçou de morte Jhonatan Marinho, de apelido “Passarinho”. Participaram da operação os investigadores Océlio Miranda e Manoel Vasconcelos, sob o comando do delegado Ronaldo Lopes, e a guarnição da PM formada pelos cabos David e Freitas, sob o comando do capitão Erinaldo.

Homem é preso acusado de estuprar menina de 10 anos em Igarapé-Açu






Foi efetuada em Igarapé-Açú, no nordeste Paraense, nesta quinta-feira 26 de março, a prisão de Aloísio Rodrigues de Oliveira, acusado de violentar sexualmente uma menina de 10 anos de idade, a qual sofreu violência sexual das mais diversas formas.

O acusado estava foragido, pois quando a polícia tomou conhecimento do caso e fez uma abordagem na casa dele que fica situada no km 06 da estrada velha de Maracanã, empreendeu fuga no mato.

Ontem a guarnição da viatura 0530 de Igarapé-Açú recebeu uma ligação da promotora desse município informando que o acusado foi visto entrando na casa de sua mãe, na Rua da Maloca, na cidade.

Diante dessas informações e do mandado de prisão em mãos a Guarnição da Polícia Militar composta pelos Cabos Ernesto, Thiago e Soldado Alex Silva foram até a residência citada e deram voz de prisão à Aloízio.

O detalhe é que a menina é sobrinha do acusado, e o que é mais grave nesse caso, é que o irmão de Aloísio é pai da garota, este também já foi preso por abusar de outra filha. Para um não denunciar o outro, cada um abusava de uma menina.

Informações do IPC Paulo Santos

Polícia Civil prende quatro acusados de envolvimento em grupo de extermínio em Mocajuba






A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira, 26, quatro homens acusados de integrar um grupo de extermínio que agia no município de Mocajuba, nordeste paraense. Dois guardas municipais e dois ex-guardas muncicipais foram presos durante operação policial realizada por policiais civis da Delegacia de Mocajuba, com apoio da Superintendência da Região Integrada de Segurança Pública do Baixo-Tocantins, do Grupo de Pronto Emprego e da Divisão de Homicídios. As investigações duraram cerca de quatro meses sob coordenação do delegado Gilandeson Caldas, titular de Mocajuba. 
Conforme o delegado Fernando Bezerra, titular da Superintendência, o grupo estava por trás de mortes registradas na cidade, atuando como grupo de extermínio. Com base nas provas coletavas, a Justiça expediu quatro mandados de prisão preventiva e cinco ordens de busca e apreensão. Os presos são os guardas municipais de Mocajuba, Benedito Nei Ferreira Queirós e Marcos Franco Soares, e os ex-guardas municipais Gilmar Gonzaga Cardoso, de apelido "Filho", e Thiago Pantoja de Carvalho. 
Com um dos presos, o guarda municipal apontado como líder do grupo foi apreendido um revólver calibre 38. Assim, ele foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Os presos foram transferidos para Abaetetuba, por medida de segurança, e permanecerão nessa cidade recolhidos à disposição da Justiça.

CONTRATOU IRMÃO E PRIMO - MULHER É PRESA APÓS MANDAR MATAR EX-PATRÃO EM ARAPIRACA/AL






Uma mulher foi presa, nesta quinta-feira, 26, acusada de planejar a morte de um empresário em Arapiraca/AL. Ela seria ex-funcionária da vítima e teria contratado o irmão e o primo, menores de idade, para assassinar o empresário.

A PM chegou ao paradeiro de Rosania Valentino da Paz, 21 anos  e dos dois adolescentes após a vítima perceber um menor – em atitude suspeita – rondado a sua empresa na manhã desta quinta-feira, 26. O empresário acionou a polícia que apreendeu o adolescente de 17 anos com um revólver calibre 38.

Em depoimento, o menor abriu o jogo e contou que estava no local para matar o empresário a mando de Rosania e que seu primo e irmão de Rosania estava dando apoio à ação criminosa, mas ao perceber a presença da polícia fugiu.

Então, o menor infrator passou o endereço dos comparsas, que foram presos posteriormente nobairro Primavera. Rosania teria mando matar o ex-patrão por uma suposta dívida.

Atentado - O empresário, que não teve o nome revelado, contou que sofreu um atentado na semana passada quando chegava em casa. Dois homens realizaram vários disparos de arma de fogo, que atingiram o portão da casa. Após o crime, ele resolveu instalar câmeras de segurança na casa e em sua empresa. Com isso, conseguiu observar o jovem rondando seu estabelecimento nesta quinta-feira.

Por Alagoas 24 Horas | com Agências

Mantida internet mesmo após consumo da franquia






As empresas de telefonia OI Móvel, Telefônica Brasil, Claro e Tim Celular terão que garantir aos clientes antigos a utilização da internet com velocidade reduzida, após o consumo de dados da franquia. A determinação é do juiz da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, Douglas de Melo Martins, que concedeu ontem (26) decisão liminar antecipatória de tutela na ação civil pública ajuizada pelo PROCON-MA (Gerência de Proteção e Defesa do Consumidor). O órgão de defesa do consumidor afirma que as quatro operadoras ofereciam aos seus clientes a contratação de serviço de internet por 30 dias e, após consumida toda a franquia disponibilizada, mantinham o serviço pelo resto do período contratado, com velocidade reduzida. Entretanto, desde o ano passado, essas empresas passaram a suspender o serviço de internet quando o cliente consumia a franquia contratada, só restabelecendo o acesso no início do novo período de 30 dias. O autor da ação civil pública (nº 129202015) relata que, em resposta ao procedimento administrativo instaurado para apurar a conduta das empresas, as operadoras afirmaram que a disponibilização de internet com velocidade reduzida após o consumo da franquia consistia em serviço promocional, sendo assim mera liberalidade das empresas. Segundo o PROCON, em nenhum momento essa situação foi informada ao consumidor. Na decisão liminar, o juiz Douglas de Melo Martins ressalta que as empresas, ao promoverem unilateralmente alteração contratual consistente em bloquear o acesso à internet quando consumida toda a franquia disponibilizada, infringiram as regras que regem as relações de consumo.

Do iDifusora

Discussão termina em morte dentro de igreja



Discussão termina em morte dentro de igreja (Foto: Reprodução/Twitter)


Gilson das Neves Carvalho, de 26 anos, foi assassinado a tiros, na tarde desta sexta-feira (26), dentro de uma igreja evangélica, na rua Santa Fé, bairro do Icuí, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém.
Segundo informações de testemunhas, a vítima estava dentro da igreja participando de um culto. Ao deixar o local, iniciou uma discussão com dois homens, que também estavam na igreja.
Durante a discussão, Gilson percebeu que poderia ser morto e correu de volta para dentro da igreja, mas foi executado a tiros no altar. Depois, as testemunhas do crime levaram o corpo para fora da igreja.
Gilson já teve passagem pela polícia por assalto a mão armada e o crime pode ter sido motivado porque a vítima estaria envolvida com uma ex-namorada de um assaltante de banco. 
Os criminosos fugiram do local. Agentes da Divisão de Homicídios da Polícia Civil e peritos do Instituto Médico Legal (IML) estiveram no local.
RETALIAÇÃO
Segundo informações da polícia, em 2014, duas pessoas invadiram a casa de Gilson. Ao tentar impedir a ação da dupla, o irmão de Gilson foi baleado e morreu. Gilson também foi baleado, mas resistiu aos ferimentos e, após esse crime, teria entrado para a igreja.
A polícia não tem informações se se trata da mesma dupla. 
(DOL com informações de Camila Barreto/Diário do Pará)

Casal preso faz sexo dentro de viatura da PM



Casal preso faz sexo dentro de viatura da PM (Foto: reprodução/internet)


Um casal foi flagrado fazendo sexo dentro de uma viatura da Polícia Militar em Vila Velha, no Espírito Santo, na noite da última quarta-feira (25).
Apesar de algemados, o casal foi flagrado pelos policiais fazendo sexo dentro do veículo. Segundo o jornal “A Gazeta”, a dupla foi presa após assaltar duas mulheres.
Uma das vítimas contou que foi abordada pela dupla, que estava de bicicleta. A mulher relatou que o homem simulou que estava armado e exigiu os pertences das jovens.
O casal fugiu, mas acabou tendo a bicicleta atingida por um carro que passava pelo local. Eles caíram e foram capturados por pessoas que chamaram a polícia.
(DOL)

Dilma Rousseff chega ao Pará nesta segunda-feira



Foto: Roberto Stuckert Filho / PR


A presidente da República, Dilma Rousseff, visitará o Pará na segunda-feira (30), para a cerimônia de entrega de 1.032 unidades habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida, em Capanema, nordeste do Estado. O empreendimento, destinado a famílias com renda de até R$ 1,6 mil, consideradas da Faixa I, recebeu investimento total de R$ 53,6 milhões e deve beneficiar mais de 4.100 pessoas.

Dilma deve chegar à capital paraense por volta das 11h30. Só então se deslocará até o interior do Estado de helicóptero para fazer a entrega simbólica das chaves das unidades habitacionais aos contemplados. Acompanham a cerimônia o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, a presidente da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior, o governador do Pará, Simão Jatene, o prefeito de Capanema, Eslon Martins, além do superintendente regional da Caixa, Evandro Lima.

A expectativa é que seis mil pessoas participem do evento aberto ao público. Mesmo em tempos de manifestações contra o governo Dilma, a assessoria de comunicação presidencial informou que o esquema de segurança deve seguir os padrões normais de qualquer outro grande evento. Inclusive, a presidente deve se pronunciar, como tem feito nos últimos eventos, durante o encerramento da cerimônia.

Durante coletiva de imprensa realizada na tarde de ontem, na sede da Superintendência Regional da Caixa no Pará, Evandro Lima garantiu que mesmo com a política do governo federal de corte de verbas em diferentes setores sociais, os projetos habitacionais no Pará não serão prejudicados. “As obras estão em sua grande maioria em ritmo normal. Temos poucas situações de reprogramação de obras e alguns casos específicos que tivemos situação de execução que levou a Caixa a destratar com as empresas. Mas não tivemos aqui no estado nenhum caso em que as empresas abandonaram o canteiro de obras, estamos no curso normal das operações. Temos feitos os pagamentos de forma regular às empresas. E nossa expectativa é dar continuidade a entrega desses empreendimentos”, destacou Lima.

Seguro-desemprego será requerido pela internet






Atingido ainda no início deste mês pelas mudanças provocadas pelas Medidas Provisórias (MPs) 664 e 665, o benefício do seguro-desemprego também sofrerá alterações com relação ao seu requerimento que, a partir de abril, passará a ser feito pela internet. Com a alteração, a comunicação de dispensa do trabalhador ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) deverá ser feita através da ferramenta on-line, onde os dados do empregado ficarão registrados no sistema.
Para a professora de direito do trabalho, Isabelli Gravatá, a mudança pode trazer benefícios até mesmo para os trabalhadores que precisem requerer o seguro. “Há essa previsão de que seja feito via internet e essa é uma forma de valorizar que as pessoas mantenham as carteiras de trabalho com as devidas anotações porque dificulta um pouco que as pessoas vão correr atrás das anotações apenas após ser demitido e acabar fraudando de alguma forma”, acredita.
SISTEMA
“Com o sistema todo informatizado, o empregado deixa tudo registrado no sistema. Antes a avaliação era apenas pela carteira e a partir da própria declaração da pessoa. A solicitação pela internet facilita até mesmo para o trabalhador que não precisa mais se deslocar para fazer o requerimento”.
Para além da alteração na forma de requerer o benefício, previsão anunciada no site da Caixa Econômica Federal, outras mudanças provocadas pelas Medidas Provisórias 664 e 665 já estão em vigor desde o dia primeiro deste mês. Apesar de ainda aguardar a possibilidade de serem transformadas em lei dentro do prazo de 120 dias a contar de sua aplicação, as MPs têm como principal alteração o tempo necessário para que a pessoa tenha direito a requerer o benefício. “Essas mudanças exigem que o trabalhador trabalhe mais para ter direito ao benefício, por isso elas são tão impactantes”, acredita a professora. “Antes o trabalhador tinha direito a um benefício dentro de seis meses e agora ele só tem depois de 18 meses”.
Desde o início deste mês, caso um trabalhador seja demitido, ele só terá direito a dar entrada no seguro se ele já tivesse 18 meses de tempo de serviço, antes esse prazo era de apenas seis meses. “Com seis meses de trabalho a pessoa demitida já conseguia dar entrada no seguro, então as pessoas estavam muito acostumadas a dar entrada com pouco tempo. Agora esse tempo aumentou para 18 meses, ou seja, é necessário que a pessoa esteja trabalhando por um período três vezes maior para que possa dar entrada no seguro-desemprego”, explica.
“O que querem é exatamente diminuir a concessão do benefício porque aumentando o prazo, se alcança um grupo menor de pessoas. Antes era mais abrangente”.
(Diário do Pará)

INACREDITÁVEL!!! Canibal mata e devora os próprios pais



destaque-324721-mascarado



Henry Chau Hoi-Iueng, de 31 anos, natural de Hong Kong, é acusado de ter matado, esquartejado e cozinhado os próprios pais em casa.

Antes mesmo da prisão, o irmão mais velho dele afirmou que um crime parecia ser cada vez mais iminente, com desentendimentos constantes entre eles. Não se sabe exatamente o motivo do crime, mas testemunhas ouvidas indicaram que os pais estavam relutantes em sustentar o estilo de vida luxuoso de Henry.

Segundo a Polícia, depois de matá-los, Hnery os colocou em um microondas para assar a carne e os colocou em uma lancheira. A cabeça dos dois foi colocada em um frigorífico localizado na casa dele As partes do corpo dos pais que faltavam, a polícia acredita que viraram refeição de Henry. Ele também enviou mensagens para amigos pelo Whatsapp avisando que havia matado os pais.

Henry foi imediatamente preso como único suspeito do caso e seu julgamento foi rápido, como a Justiça do país. Após uma breve deliberação, os juízes decidiram pela prisão perpétua, sem possibilidade de condicional.

(DOL, com informações do portal R7)