Social Icons

Pages

Featured Posts

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Malas recheadas com droga são apreendidas em Santarém e Óbidos






A Polícia Federal apreendeu mais uma mala com aproximadamente 11kg de drogas na noite de terça-feira (17) em Santarém, no oeste do Pará.
O caso aconteceu após a embarcação que saiu de Manaus (AM) ancorar no município. A primeira mala também com 11 kg de drogas foi apreendida no porto de Óbidos na tarde de quarta-feira, durante uma fiscalização. Uma mulher foi presa. De acordo com a PF, as substâncias que estavam nas malas podem ser “skunk”, um tipo de maconha. A apreensão só foi possível porque os tripulantes notaram que a mala ficou no local mesmo após a saída dos passageiros no município. Eles entraram em contato com a PF e avisaram que havia uma a bagagem com as mesmas características da mala apreendida em Óbidos. Em depoimento na Delegacia da Polícia Federal em Santarém, a mulher negou a posse da segunda mala. Como não havia indícios de propriedade na mala, foram abertos dois procedimentos: um flagrante delito e outro de apreensão. Os 22 kg de droga ficarão a disposição da justiça para serem incinerados.

Mulher suspeita de tráfico de drogas é presa pela PF em Óbidos, no PA.

Uma mulher foi presa nesta terça-feira (17), em Óbidos, no oeste do Pará, suspeita do crime de tráfico de drogas. De acordo com a Polícia Federal, a prisão foi realizada em uma embarcação que saiu de Manaus com destino à Santarém. Segundo a polícia, foram encontrados 11kg de maconha tipo ‘Skunk’. A embarcação parou em Óbidos por volta das 15h quando foi vistoriado. A droga estava embalada em 10 tabletes e estava na mala da suspeita que viajava no convés do navio. A mulher foi conduzida para a delegacia da Polícia Federal, em Santarém. De acordo com a polícia, o material apreendido será periciado e a suspeita será ouvida e conduzida para o Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura.

FONTE: Blog Junior Ribeiro


HOMEM MATA O PRÓPRIO IRMÃO COM TIRO DE RIFLE NO TÓRAX EM BUJARU


A polícia ainda está à procura de Arineu da Costa Lobato, conhecido por “Neu”, acusado de matar o próprio irmão mais novo com um tiro de rifle calibre 44. O crime aconteceu no último domingo (15), por volta do meio-dia, em uma comunidade situada nas divisas dos municípios de Bujaru, Inhangapi e Santa Izabel do Pará, região do nordeste paraense. Vítima e acusado residiam na localidade de Pernambuco, zona rural de Inhangapi.

Ontem o delegado Serrão, da Polícia Civil, esteve no município para apurar o caso e tentar prender o acusado, mas Arineu não foi encontrado. A esposa da vítima, Mirian de Jesus Conceição Rodrigues disse que seu esposo, Manoel da Costa Lobato, o conhecido “Nego”; e o irmão dele, identificado como Arineu da Costa Lobato, o conhecido “Neu”, estavam conversando e aguardando o desembarque de madeiras do barco do Arineu, quando eles dois começaram a discutir por causa de um terreno da mãe deles.

Um terceiro irmão, identificado como “Juca” tentou apaziguar a discussão, mas não conseguiu. O Arineu se afastou e entrou no barco. Então o “Juca” disse para seu irmão Manoel Lobato – “Bora embora, mano! Bora embora, que ele (“Arineu”) vai te atirar” – Foi quando o Manoel correu, mas rapidamente o Arineu pegou um rifle calibre 44, que ele costumava guardar na embarcação e de dentro do barco atirou três vezes contra o próprio irmão, que foi atingido por um disparo no tórax. A vítima ainda chegou a ser socorrida e levada para o hospital de Bujaru, onde morreu. Em seguida, o corpo foi removido por peritos para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Castanhal, ainda na região nordeste do Estado.

O atirador continuou sua viagem de barco rumo à localidade de Pernambuco, onde outros irmãos já o aguardavam para tomar satisfação. Policiais militares foram até o local, mas o acusado não foi encontrado e até o fechamento desta edição ainda permanecia foragido.

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Bujaru, no plantão da delegada Gersica Raphaela Veiga da Silva. Quem tiver qualquer informação sobre o paradeiro de Arineu pode denunciá-lo ligando para o número 181, o disque-denúncia da Polícia Civil.

Reportagem: Tiago Silva

Polícias Civil e Militar recapturam foragido do Sistema Prisional em Tomé-Açú




As Polícias Civil e Militar de Tomé-Açú, nordeste paraense, recapturaram nesta terça-feira, dia 17, Clenilson dos Santos Oliveira, foragido do Sistema Prisional. A equipe policial conseguiu recapturar o acusado após uma denúncia anônima informar que ele estaria escondido na casa de familiares, em uma área de periferia do município. 
Os policiais civis e militares conseguiram chegar até o local e recapturar o foragido. Ele havia sido beneficiado com saída temporária do Centro de Recuperação do Coqueiro no dia 16 de março de 2016, mas não retornou à Unidade Prisional no dia definido. Ele foi transferido para o Centro de Recuperação Regional de Tomé-Açú e está recolhido à disposição da justiça.

Pará e oito estados assinam pacto contra o crime


Pará e oito estados assinam pacto contra o crime (Foto: José Cruz/Agência Brasil)


Governadores de nove estados das regiões Norte e Centro-Oeste assinaram hoje (18) um compromisso com a União para desenvolverem ações conjuntas no combate ao crime organizado e ao narcotráfico transnacional e para a redução de homicídios, feminicídios e racionalização do sistema penitenciário.
Após a crise prisional deflagrada nos primeiros dias do ano em diferentes estados, que já resultou na morte de mais de 100 detentos, o governo federal tem promovido uma série de reuniões com órgãos do sistema penitenciário e representantes estaduais e lançou, há duas semanas, lançou o Plano Nacional de Segurança Pública.
De acordo com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, que participou hoje do encontro do presidente Michel Temer com os governadores, ações do plano serão implementadas na segunda quinzena no Rio Grande do Sul, em Sergipe e no Rio Grande do Norte. Na sequência, os nove estados que participaram do encontro serão contemplados com ações com foco no combate ao narcotráfico e ao crime transnacional.
Perguntado se as ações, ao promover a prisão de criminosos, aumentariam a superlotação das penitenciárias brasileiras, Alexandre de Moraes disse que haverá uma atuação “paralela” com o objetivo de “tirar quem não precisa estar na cadeia e deixar quem precisa”.
“Temos 42% de presos provisórios [no Brasil]. Vários devem continuar presos, mas muitos desses estão presos provisoriamente por crimes sem violência ou grave ameaça, como furto, estelionato. Ele deve responder criminalmente e, se cometeu o crime, ter a pena aplicada, mas não a pena de prisão, enquanto muitos latrocidas e homicidas ainda estão soltos”, afirmou. Segundo Moraes, nos três estados de início de implementação do plano, serão realizados mutirões de audiências de custódia para que os acusados de crimes de menor gravidade recebam penas alternativas.
De acordo com o ministro, o pacto assinado pelos governadores prevê o aval dos estados à presença das Forças Armadas na revista de detentos para apreender materiais proibidos como armas e drogas nas penitenciárias. No entanto, até o momento, não houve solicitação formal de nenhuma unidade da federação para que o Exército atue dentro de presídios.
O governador do Mato Grosso, Pedro Taques, disse que, no momento, seu estado não precisa das vistorias, mas reiterou a demanda do governador de Rondônia, Confúcio Moura, para que haja reforço na segurança das fronteiras.
“Não é possível você colocar um membro das Forças Armadas em cada quilômetro da fronteira. Mato Grosso tem 750 quilômetros de fronteira seca com a Bolívia, daí nós precisamos de recursos tecnológicos através do Sisfron [Sistema de Monitoramento de Fronteiras] e de sistemas nacionais de proteção da fronteira e operações mais firmes das Forças Armadas”, defendeu.
Após o encontro com Temer, Taques reforçou a cobrança feita ontem (17) por secretários estaduais de segurança para que haja uma maior clareza sobre a fonte dos recursos para bancar a implementação do plano nacional. “Precisamos de menos discursos e mais recursos. Não se faz segurança pública sem dinheiro. E o dinheiro, vamos ter que buscar as fontes do governo federal. Nós temos [que recorrer] a fundos [de financiamento penitenciário e outros] e temos a possibilidade da dotação orçamentária. O presidente disse que dinheiro não faltará.”
Segundo Alexandre de Moraes, o plano não estabelece nenhum gasto adicional para os estados, e os recursos que serão utilizados pela União para, por exemplo, pagar diárias a policiais militares, já fazem parte do orçamento deste ano do Ministério da Justiça. Uma das ações do plano prevê o recrutamento de membros das policias estaduais em folga para atuar junto com o efetivo da Força Nacional de Segurança.
Termo de compromisso
Assinaram o documento os governadores do Acre, Roraima, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Rondônia, Amapá e Pará. O pacto define que ações de integração e cooperação terão como objetivo prioritário a redução de homicídios dolosos, feminicídios e violência contra a mulher, bem como a modernização de presídios e o combate ao tráfico de drogas e armas.
“As estratégias e ações estabelecidas no Plano Nacional de Segurança Pública serão desenvolvidas em conjunto e mediante consenso entre a União e o respectivo ente federativo, que elaborarão o plano tático e operacional”, diz o documento.
(Agência Brasil)

Hemopa lança edital para contratação temporária


Hemopa lança edital para contratação temporária (Foto: Divulgação/Agência Pará)

A Fundação Hemopa divulgou, nesta quarta-feira (18), que abrirá Processo Seletivo Simplificado para contratação temporária de profissionais de nível superior, médio e fundamental, em diferentes atividades. As inscrições poderão ser realizadas a partir de amanhã e se estenderão até as 23h59 do dia 21 de janeiro, exclusivamente pelo site da Fundação Hemopa.

As vagas serão destinadas para os municípios de Belém, Castanhal, Santarém, Redenção, Altamira, Marabá e Capanema. Todas as informações referentes ao certame constarão no edital que será divulgado na página do Hemopa a partir desta quinta-feira (19).

(Com informações da Agência Pará)

Tráfego de veículos de carga é suspenso em ponte na PA-324


Ponte permite ligação entre Belém e municípios do nordeste do Pará, como Salinas (Foto: Reprodução / TV Liberal)


O tráfego de veículos de carga pela ponte no quilômetro 40 da rodovia PA-324, no nordeste do Pará, foi suspenso nesta quarta-feira (18) por tempo indeterminado. O trecho recebe obras estruturais de recuperação após o deslizamento de parte do aterro na área que provocou uma cratera no asfalto.

A ponte sobre o rio Peixe-Boi é a principal via de acesso a municípios do nordeste do estado como Salinópolis e São João de Pirabas. Segundo a Secretaria de Transportes do Estado (Setran), só haverá uma previsão de liberação da via após uma avaliação mais precisa dos reparos necessários.
saiba mais

Veículos pesados que precisarem transitar em direção à região, devem usar como rota alternativa a rodovia BR-316 até Capanema, seguindo à esquerda pela PA-124 e fazendo o caminho inverso para o retorno, em um percurso alternativo soma 15 quilômetros a mais no trajeto.

Somente o trânsito de veículos leves, de dois eixos e até cinco toneladas de peso bruto total, segue liberado no trecho, pela faixa da pista que agora será utilizada como via de mão dupla. Veículos A Polícia Rodoviária Estadual e a Defesa Civil estão atuando em conjunto com a Setran para agilizar a liberação da pista.

G1 Pará

SAIBA AS 10 FERRAMENTAS DO WHATSAPP QUE VOCÊ PRECISA CONHECER





O WhatsApp possui tantos recursos que talvez alguns usuários ainda não conheçam essas ferramentas disponíveis no aplicativo de conversas instantâneas mais popular do Brasil. 


Conforme destacou o Techtudo, há diversas funções a serem exploradas pelos usuários, que podem ajudar aqueles que necessitam melhorar sua performance pessoal com o aplicativo.

1 - Silenciar múltiplas conversas

Você pode silenciar diversas conversas ao mesmo tempo. Para isso, basta tocar e segurar uma conversa, selecionar as outras e, em seguida, tocar no ícone de alto-falante para escolher o tempo.

2 - Enviar a mesma mensagem para várias pessoas sem ter que criar um grupo

Não é necessário criar um grupo para enviar uma mesma mensagem para várias pessoas ao mesmo tempo. Você só precisa clicar nos três pontos do canto superior direito e selecionar “nova transmissão”. A partir daí, selecione os contatos que você deseja enviar a mensagem.

3 - Ocultar mensagens importantes

Você pode ocultar mensagens importantes da página principal do WhatsApp. Para isso, toque na conversa e segure. Depois é só selecionar o símbolo da setinha para baixo e guardar. Quando quiser acessar o conteúdo escondido, role todas as mensagens até o fim.

4 - Responda conversas sem abrir o WhatsApp

Para agilizar uma resposta, você só precisa ir em “configurações” e selecionar “notificações popup”.

5 - Responder mensagens em um grupo direcionando para um contato específico

Quer responder alguém em especial dentro de uma conversa em grupo? Então toque e segure na mensagem que você deseja responder e selecione a seta que aparece curvada. Pronto.

6 - Desativar a confirmação de leitura

Se você quiser desativar o “double check”, aquele recurso que confirma quando você leu a mensagem, basta, ir em “configurações”, “conta” e “privacidade”, onde a confirmação de leitura poderá ser desativada.

7 - Negrito, itálico e riscado

Para escrever mensagens em negrito, basta inserir *antes e no final da frase*. Se quiser destacar em itálico, é só acrescentar o _ antes e ao final da frase ou palavra_. Para riscado o processo é o mesmo, mas o sinal é o ~.

8 - Mencionar contatos no grupo

Para mencionar algum contato específico numa conversa de grupo, basta digitar o arroba seguido do nome do contato. @fulano.

9 - GIFs

Para enviar GIFs pelo aplicativo, é só acessar a opção que permite anexar uma imagem do rolo da câmera e tocar na aba GIFs. A partir daí, você terá inúmeras opções de imagens para compartilhar.

10 - Convidar contato para grupo com link ou QR Code

Se você deseja convidar um contato para um grupo de uma maneira diferente, basta tocar no nome do grupo e acessar o símbolo + no canto superior da tela. Depois você precisa selecionar “Convidar para o grupo via link”, compartilhar o link ou usar o QR Code.

Por: Voz da Bahia com Techtudo

Jovem em coma acorda, diz que ama família, e morre


Jovem em coma acorda, diz que ama família, e morre (Foto: Reprodução)


Uma história triste que ocorreu no Natal do ano passado veio à tona nesta semana e comoveu o mundo. O britânico Jay Oxley, 17 anos, saiu do coma em que se encontrava, para dizer à família que amava a todos. Logo após o despertar, Jay voltou ao coma e acabou falecendo dias depois.
O jovem lutava contra um câncer raro e agressivo havia um ano. Após algumas sessões de quimioterapia, que não deram resultado, foi feito um transplante de medula. A operação foi um sucesso e Jay pôde sair do hospital.
No entanto, após passar por uma cirurgia de remoção de cálculo biliar, a saúde dele piorou bastante. Os médicos descobriram um vírus no pulmão do jovem, que se tornou uma complicação para quem se recuperava de um transplante. Os especialistas decidiram, então, induzi-lo ao coma para ajudar no restabelecimento de sua saúde.
Na noite de Natal, os médicos o tiraram daquele estado. O menino, então, virou-se para a família e disse: “Feliz Natal! Eu amo vocês demais”. Horas depois, ele teve uma piora, o que obrigou os especialistas a colocarem o paciente de volta ao coma.
Dias depois, Jay não resistiu e morreu de complicações da doença. “Ele tinha o coração de um leão e nunca desistia. Ele era um sonhador e nós amávamos essa característica nele. O que é a vida sem um sonho, mesmo que ele não se torne realidade? Vamos sentir falta da risada, da cara de bravo pela manhã e do jeito tímido. Ele vai deixar um buraco nos nossos corações que ninguém poderá preencher”, escreveu a mãe, segundo o Notthingan Post.
(Com informações de Notthingan Post)

RN registra nova rebelião em presídio: um morto


RN registra nova rebelião em presídio: um morto (Foto: Reprodução)


Presos de mais um presídio do Rio Grande do Norte iniciaram uma rebelião na noite desta quarta-feira (18). Dessa vez, foram os detentos da penitenciária estadual do Seridó, conhecida como o Pereirão, na cidade de Caicó, que iniciaram o motim. No último sábado (14), pelo menos 26 presos foram mortos na Penitenciária de Alçaluz, região metropolitana de Natal.

Segundo o governo do Estado, um preso foi morto no tumulto, que teria sido iniciado por volta das 21h30 (horário de Brasília) por membros da facção Sindicato do Crime, do Rio Grande do Norte, que não aceitariam a chegada de presos do PCC.

A penitenciária tem capacidade para 257 presos e abriga atualmente 297. A nova rebelião acontece no mesmo dia em que o Batalhão de Choque encerrou o motim que já durava cinco dias e deixou 26 mortos no presídio de Alcaçuz, na região metropolitana de Natal. Também aconteceu nesta quarta, a transferência de 220 detentos da unidade.

Em uma suposta ação de represália a remoção dos presos, 15 ônibus foram incendiados e tiros foram disparados contra duas delegacias. Segundo a Secretaria de Segurança Pública os ataques estão sendo apurados, mas há indícios de que tenham sido ordenados por membros da facção Sindicato do Crime do Rio Grande do Norte.

Com isso, as ruas ficaram vazias de pedestres e o tráfego de veículos, bem abaixo do normal, já que muitas pessoas foram para casa mais cedo. A frota de ônibus também foi recolhida. Sem opção, as poucas pessoas na rua acabavam optando por voltar para casa com táxis, que foram autorizados a fazer lotação.


(Folhapress)

Ludmilla vai processar apresentador da Record que a chamou de 'macaca'


'Não deixaremos impune tais atos, trata se de um desrespeito absurdo, vergonhoso', disse Ludmilla no Instagram sobre o caso


O empresário de Ludmilla, Alexandre Baptestini, informou ao jornal Correio Braziliense que a funkeira vai entrar com um pedido de prisão de Marcão do Povo, que está à frente programa Balanço Geral do Distrito Federal. O apresentador chamou a cantora de "macaca" ao comentar uma reportagem do quadro 'A Hora da Venenosa'.

O apresentador falava a respeito de uma notícia sobre Ludmilla supostamente ter combinado com o garçom de um restaurante carioca para que ele mentisse que ela estava gripada para evitar que os fãs se aproximassem para tirar fotos. "É uma coisa que não dá para entender. Era pobre e macaca. Mas pobre pobre mesmo”, disse Marcão.

Infelizmente, ainda existem pessoas que não compreendem que a discriminação racial é crime e alguns, ainda usam o espaço na mídia para noticiar mentiras ao meu respeito, ofender, menosprezar e propagar todo o seu odio. Não deixaremos impune tais atos, trata se de um desrespeito absurdo, vergonhoso. Fica evidente que esse cidadão não possui nenhum pudor ou constrangimento em ofender alguém em rede nacional. Como já foi dito por Paulo Autran, “todo preconceito é feito da ignorância”, visto que os racistas não possuem um conhecimento de moralidade, tratando sua própria cor de pele como superior e única. Isso tem que ser combatido e farei a minha parte, quantas vezes for necessário.

A funkeira também já processou a apresentadora Val Marchiori por comentários racistas. Durante uma transmissão de Carnaval, a socialite disse que Ludmilla tinha "cabelo de Bombril".

Fonte MSN Brasil
 
 
Blogger Templates