Pages

sexta-feira, 6 de março de 2015

Belo Monte envolveu propina de R$ 100 milhões, diz delator




 


Ao prestar depoimento em delação premiada, o diretor-presidente da Camargo Corrêa, Dalton Avancini, vai informar que a empresa pagou pouco mais de R$ 100 milhões em propina para obter contratos de obras na usina de Belo Monte. Segundo Avancini, o valor foi dividido entre PT e PMDB, com cada um dos partidos abocanhando 1% do valor dos contratos.
A informação, segundo fontes ligadas à negociação da empreiteira com o Ministério Público Federal (MPF) de Curitiba, foi fundamental para fechar a delação premiada de Avancini. O executivo contou detalhes do esquema que funcionava em Belo Monte, e, só a partir daí, os procuradores aceitaram fazer acordo com o empresário.
No início da semana, surgiu a informação de que Avancini revelaria o esquema de pagamento de propina na construção da usina no Pará. A obra tem custo estimado de R$ 19 bilhões.
Os investigadores da Operação Lava-Jato acreditam que Avancini deverá detalhar o possível envolvimento do esquema de arrecadação de propina por parte de Fernando Soares, o Fernando Baiano, apontado como lobista do PMDB. Ele nega as acusações, mas a especulação é que ele possa ter intermediado o repasse de vantagens indevidas entre a empresa e representantes do partido.
A Camargo Corrêa tem 16% dos contratos do consórcio responsável pela construção da usina, formado por dez empresas: Andrade Gutierrez, Odebrechet, OAS Ltda, Queiroz Galvão, Contern, Galvão Engenharia, Serveng-Civilsan, Cetenco e J. Malucelli, além da própria Camargo Corrêa. Seis destas são investigadas na operação Lava-Jato: Queiroz Galvão, Andrade Gutierrez, Odebrecht, OAS, Galvão Engenharia e a própria Camargo Corrêa.
Os 16% representam R$ 5,1 bilhão. Esse é o valor do contrato da empresa em obras da Belo Monte. Com isso, teve de pagar, a título de propina, cerca de R$ 51 milhões para cada um dos partidos políticos.
Além de delatar a propina em Belo Monte, Avancini também vai confirmar a existência e atuação do "clube VIP", cartel de empreiteiras instalado na Petrobras e também em estatais do setor elétrico.

TJ-RJ suspende torcidas organizadas de Vasco e Fluminense por 1 ano



Clássico entre Vasco e Fluminense teve mais de 120 detidos por brigas no entorno do Engenhão (Foto: reprodução / TV Globo)


O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) obteve junto ao Juizado do Torcedor e Grandes Eventos, nesta sexta-feira (6), a suspensão da Torcida Organizada Young Flu e da Torcida Organizada Força Jovem do Vasco dos estádios. A decisão do juiz Marcello Rubioli determina o afastamento por um ano dos locais em que se realizem eventos esportivos, em todo território nacional, sob pena de multa de R$ 20 mil por integrante identificado e/ou por evento.

A decisão teve por base ação civil pública proposta pela promotora de Justiça Glicia Pessanha Crispim, em auxílio à 4ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa do Consumidor e do Contribuinte da Capital.

O juiz também determinou a penhora dos bens móveis da sede da Força Jovem Vasco para o pagamento de multa requerida pelo MP no valor de R$ 301 mil pelo descumprimento da decisão liminar anterior. Tanto a ACP quanto a petição decorrem de fatos divulgados pela mídia esportiva, ocorridos momentos antes da partida entre Fluminense e Vasco da Gama, realizada no Estádio do Engenhão, pela 6ª rodada do Campeonato Carioca de 2015, no dia 22 de fevereiro.

Proibição
Em janeiro de 2014, a Justiça do Rio também havia proibido a torcida organizada Força Jovem do Vasco (FJV) de frequentar jogos de futebol e eventos esportivos durante um ano. A causa foi uma briga entre torcedores de Vasco e Atlético Paranaense em dezembro de 2013.

Pelo menos quatro torcedores ficaram feridos durante a confusão nas arquibancadas da Arena Joinville durante o embate entre o Vasco e o Atlético Paranaense pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

Luciano Huck pede desculpa por camiseta polêmica



Luciano Huck pede desculpa por camiseta polêmica (Foto: Divulgação)



Luciano Huck, 43, usou seu perfil no Facebook para se desculpar publicamente após a polêmica com a camiseta infantil acusada de aludir à pedofilia.

Na postagem, o apresentador pede desculpas "pelo vacilo", e se justifica dizendo que houve uma "falha operacional" em sua marca de roupas.

A própria marca também já fez um pedido público de desculpas, mas o apresentador fez questão de se pronunciar a respeito.

"Essa semana vivi uma situação que me deixou muito chateado e que me faz vir a vocês pedir desculpas", escreveu Huck, que é pai de três crianças: Joaquim, 10, Benício, 7, e Eva, 2.

"Por uma grave falha operacional da marca de camisetas que leva meu nome, uma estampa direcionada ao púbico adulto foi lamentável e indevidamente replicada num modelo infantil. Apesar da empresa para a qual licencio meu nome ter detectado a falha, retirado a estampa do site e também se desculpado publicamente, o fato gerou desconforto e indignação em um número razoável de pessoas entre as quais me incluo", continuou.

Estampa de camiseta infantil foi alvo de criticas nas redes sociais. Grife e apresentador se desculparam. (Foto: reprodução)

"Mas não quero aqui me eximir de culpa. Acho que errei por não ter criado mais mecanismos para zelar pelos processos e evitar que falhas desse tipo pudessem acontecer. Poderia ficar aqui argumentando sobre o trabalho que tento fazer para fortalecer os valores em que acredito e que nada tem a ver com a mensagem equivocada que a tal falha gerou, mas prefiro pedir humildemente desculpas a quem se sentiu ofendido pelo ocorrido".

"Não posso garantir que falhas humanas [de minhas equipes, parceiros e as minhas próprias] e de máquinas nunca voltarão a acontecer, mas posso sim me comprometer aqui assumindo o compromisso de que farei absolutamente tudo ao meu alcance para que erros desse tipo não se repitam. Sei bem que meu nome e o que tento todos os dias construir de positivo em torno dele, só tem algum sentido em função da confiança que milhões de pessoas depositam em mim há vários anos. Mais uma vez me desculpem pelo vacilo", encerrou Huck.

(Folhapess)

quinta-feira, 5 de março de 2015

MP pede suspensão de organizadas de Vasco e Flu



MP pede suspensão de organizadas de Vasco e Flu (Foto: Ralff Santos/Fluminense)


O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro ingressou, nesta quarta-feira (4), com uma ação civil pública requerendo a suspensão da Torcida Organizada Young Flu e também solicitou o cumprimento da liminar que já havia proibido a torcida Força Jovem do Vasco de participar de eventos esportivos.
De acordo com o Ministério Público, o pedido ocorre após fatos acontecidos momentos antes da partida entre Fluminense e Vasco da Gama, realizada no Estádio do Engenhão, pela sexta rodada do Campeonato Carioca de 2015, no dia 22 de fevereiro. Na ação, a promotora Glícia Pessanha requer a suspensão da Young Flu, assim como a proibição de seus associados ou membros de comparecer aos locais em que se realizem eventos esportivos, pelo prazo de um ano, em todo o território nacional. Ficaria proibida também a venda de material de publicidade dessa torcida.
A promotora também solicitou que seja fixada pena de multa no valor de R$ 20 mil por integrante ou torcedor por evento, além de sua retirada compulsória do local onde esteja sendo realizado o jogo. Na petição que solicita o cumprimento da liminar, o Ministério Público pede a suspensão da Torcida Força Jovem, e o pagamento de multa de R$ 301 mil, pelo descumprimento da decisão anterior, na qual a torcida já havia sido suspensa. A título de garantia, a promotora solicitou a penhora de todos os bens da sede da Força Jovem do Vasco.
"As punições aplicadas até a presente data, bem como as medidas adotadas pelo Ministério Público, judiciais ou extrajudiciais, têm se mostrado ineficientes, o que torna imperiosa a adoção de providências mais radicais e rigorosas, a fim de limar efetivamente práticas e comportamentos reiteradamente violentos por parte da organizada ré", afirmou a promotora.
Integrantes das duas torcidas não foram localizados para comentar as solicitações do Ministério Público.
(Folhapress)

Quase 40% das famílias são chefiadas por mulheres



Quase 40% das famílias são chefiadas por mulheres (Foto: Secom/Acre)


Uma pesquisa divulgada na manhã desta quinta-feira (05) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA) mostra que quase 900 mil mulheres em todo o Pará exercem a função de chefe de domicílio, com ou sem emprego e com baixa remuneração.
Os dados são resultados de pesquisa realizada em 2013. Apesar de ser divulgada quase dois anos depois, os dados devem permancer semelhantes. Ao todo, na região Norte, das cerca de 5,2 milhões de famílias, aproximadamente 2,0 milhões (38,68%) eram chefiadas por mulheres. No Pará, de um total de 2,4 milhões de famílias, quase 900 mil (37,09%) eram chefiadas por mulheres.
Ainda de acordo com o Dieese, o número de domicílios chefiados por mulheres teve crescimento no Pará e em todo o Brasil em relação aos dados analisados de 2012. Na região Norte, por exemplo, em 2012 cerca de 1,84 milhões de mulheres eram chefes de domicílios, em 2013 estes números saltaram para aproximadamente 2,0 milhões de mulheres como chefes de domicilios.
No Pará o número de mulheres chefes de domicilio passou de 805,8 mil mulheres em 2012 para cerca de 898,3 mil em 2013, com um crescimento de 11,48%.
(informações do Dieese)

Reforma em cela de Suzane gera revolta na internet



Reforma em cela de Suzane gera revolta na internet (Foto: Reprodução)


Ao contrário do que vem sendo veiculado nas redes sociais,  o apresentador Gugu não fará uma reforma na cela de Suzane von Richthofen e sua parceira, Sandra Regina Gomes.
A notícia surgiu nos últimos dias e já alcançou mais de 55 milhões de compartilhamentos no Facebook. Mas, segundo o jornal "Diário de S.Paulo", não passa de boato.A maioria dos comentários sobre a suposta surpresa é de completa revolta contra o apresentador da Record, que estaria disposto a ajudar a jovem, presa pelo assassinato dos pais.
(DOL com informações do site MSN)

quarta-feira, 4 de março de 2015

Setor de Segurança do Estado se reunirá em São Miguel do Guamá.



Em mio ao caos na área de segurança pública, cúpula do setor de Segurança do Estado se reunirá em São Miguel do Guamá.


Na próxima quinta-feira, no prédio da Câmara Municipal de São Miguel do Guamá, acontecerá um grande encontro entre as autoridades do setor de Segurança Pública do Estado do Pará e de São Miguel do Guamá. Na ocasião, a cúpula de Segurança Pública do Estado estarão ouvindo e discutindo ações para melhorar e diminuir os índices de violência na cidade de São Miguel do Guamá e que estão apavorando os moradores do então muncipio.
Provavelmente, os roubos frequentes de celulares, assaltos, motos roubadas e os inúmeros homicídios que ganharam destaques na mídia local, devem ser os assuntos mais discutidos no decorrer da Audiência Pública.
De acordo com as informações de Carmem  Lúcia, a Audiência Pública foi provocada pelos membros  do CONSEG  e lideranças da comunidade. Carmem afirmou também que estarão presentes na reunião, o Sr. Jair. Comandante Regional da Policia Militar. Delegado Xavier, da Superintendência da Policia Regional de Policia Civil e o Ministério Público.
O evento público acontecerá as 10:00h da manhã  e visa chamar atenção das autoridades competentes para os autos índices de violência que vem acontecendo no município de São Miguel do Guamá, ao longo do últimos anos.

Fonte Acessa Guamá

Por causa de um curió homem matou ex-cunhado no município do Bonito





Por volta das 8:00 hs da manhã desta terça-feira (03), um homem identificado como Manuel Sivaldo Campos, de 32 anos, foi assassinado na Vila do Travessão do L, Município de Bonito. Segundo informações, uma rincha antiga com seu ex-cucnhado, identificado apenas como Josué, vulgo Josa, teve um desfecho trágico após um desentendimento banal, ainda segundo testemunhas o acusado teria adentrado no terreno da vítima para capturar um "Curió", pássaro nativo da região. Após o desentendimento, Josué foi até o local de trabalho da vítima e munido com uma faca desferiu um único golpe na alta do abdome da vítima, a qual não resistiu a gravidade dos ferimentos e veio a óbito ainda no local. A Polícia Militar realizou incursão nos ramais que dar acesso ao vilarejos, mais não conseguiu localizar o acusado. O Instituto Médico Lecal (IML) e a Polícia Civil estiveram no local realizando os procedimentos de praxe.

Fonte Blog Bonito na Net

Polícia Civil prende em Aurora do Pará professor suspeito de matar e jogar corpos de mulheres em poço em Salinópolis



Preso


A Polícia Civil prendeu, por volta de 17 horas, em Aurora do Pará, nordeste paraense, o professor Sebastião Pereira da Costa, 51 anos, suspeito de assassinar duas mulheres com quem manteve relacionamento e depois jogar os corpos em um poço situado no sítio de sua propriedade, no município de Salinópolis, litoral nordeste do Estado. Por conta dos crimes, Sebastião ganhou o apelido de "Maníaco do Poço".
Professor da rede municipal de ensino, em Salinópolis, ele desapareceu após abandonar o próprio sítio, onde os dois corpos foram encontrados. A prisão de Sebastião foi resultado de uma operação efetuada por policiais civis de Capanema, Bonito e Salinópolis, sob comando do delegado Augusto Damasceno.
Ele foi encontrado em uma praça no vilarejo conhecido como km-88, da rodovia BR-010. Após ser preso, o professor foi conduzido para Capanema para prestar depoimento. Ele nega ter cometido os crimes.

TRIO É DETIDO E DUAS ARMAS DE FOGO SÃO APREENDIDAS EM CASTANHAL E INHANGAPÍ








No final de semana, três homens que pretendiam cometer assaltos em dois municípios do nordeste paraense foram detidos por policiais militares que ainda conseguiram apreender duas armas de fogo municiadas. Os suspeitos foram localizados após terem sido denunciados por populares, via fone 190.

A primeira detenção ocorreu na zona rural de Castanhal, depois que moradores ligaram para o Núcleo Integrado de Operações (Niop) informando que um sítio situado na Agrovila São Raimundo corria o risco de ser assaltado por três indivíduos que rondavam a propriedade rural em atitude suspeita. A informação foi repassada ao grupamento Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam) que durante o deslocamento avistou três suspeitos trafegando em duas motocicletas por um ramal que dá acesso ao sítio. O trio foi abordado e na cintura de Deivison André Lima da Sila, 19, foi encontrado um revólver calibre 32 com seis munições, sendo que três delas estavam deflagradas.

Deivison, que já possui passagem pela justiça por tentativa de homicídio, foi conduzido à delegacia do centro de Castanhal para ser autuado por crime de porte ilegal de armada de fogo. Ele já se encontra à disposição da justiça. Antônio Nazareno Gomes da Silva, 21, e um adolescente de 17 anos foram ouvidos como testemunhas e liberados logo em seguida.

INHANGAPI

Outra apreensão de arma de fogo foi em Inhangapi. Jeidson Renan Oliveira dos Santos foi detido dentro da sede dos comerciários do município portando um revólver calibre 38 contendo três munições intactas. Seu comparsa, identificado apenas pelo prenome de Jhonatam, se jogou em um rio para escapar da prisão. O sargento Levi, comandante do 35º Pelotão, acredita que a dupla pretendia praticar roubos no local.

Reportagem: Tiago Silva