Campanha do Tribunal Superior Eleitoral nas redes sociais vai desmistificar mitos eleitorais





Quem nunca se deparou com uma dúvida envolvendo o processo de votação, as opções de voto e o resultado de uma eleição? Para esclarecer questões como essas, o Tribunal Superior Eleitoral lança em suas redes sociais, a partir deste domingo (18), a campanha “Mitos Eleitorais”. O primeiro tema a ser abordado na fanpage do TSE no Facebook e no perfil do Tribunal no Twitter é “Votar nulo anula uma eleição?”.

A campanha “Mitos Eleitorais” será diferente das demais desenvolvidas pela Justiça Eleitoral porque não será veiculada nas emissoras de televisão e rádio. A ideia da campanha, que será veiculada nos meses de junho e julho, é desmistificar esses temas e tornar o eleitor brasileiro mais esclarecido.

Foram criados nove vídeos que ajudarão a elucidar esses assuntos. Os vídeos utilizam a linguagem infográfica, são curtos e animados, totalmente voltados para as redes sociais.

Os outros temas da campanha são: Voto em branco vai para quem está ganhando? Voto em branco é igual a voto nulo? É eleito sempre o candidato que possui mais votos? Quem não votou na última eleição não pode votar na próxima? Depois da eleição é possível saber em quem o eleitor votou? Quem é convocado para ser mesário, será convocado sempre? Ninguém pode ser preso no dia da eleição? O eleitor pode votar usando a camiseta do seu partido?

Também faz parte da campanha uma ação específica no perfil oficial do TSE no Twitter (@TSEJusbr), uma espécie de jogo em que o eleitor poderá testar seus conhecimentos eleitorais. E para o público interno, a campanha ainda será divulgada por meio da Intranet e do WhatsApp.


Tribunal Superior Eleitoral (TSE)