Castanhal registrou mais 4 mortes no final de semana




Além da morte do pedreiro Inaldo Silva de Castro, vítima de latrocínio, Castanhal voltou a registrar mais 3 assassinatos no final de semana. No início da manhã de sábado (17), por volta das 6h30min, um homicídio foi registrado na área do bairro Novo Estrela, periferia de Castanhal. Policiais militares foram informados, via 190, sobre uma pessoa morta, caída no meio da rua principal da comunidade Ana Júlia.

No local, às proximidades de uma igreja em construção, a equipe policial encontrou um corpo do sexo masculino com perfurações provocadas por disparos de arma de fogo. Moradores da área disseram que, durante a madrugada, ouviram pelo menos 5 tiros.

A vítima foi encontrada de bruços com um molho de chave na mão direita e, bem ao lado do corpo, uma faca. A vítima, aparentando ter 25 anos, não possuía nenhum tipo de documentação. Populares disseram que o rapaz não era morador da comunidade Ana Júlia e sim de um vilarejo, o qual não souberam dizer o nome.

BALEAMENTO NO JADERLÂNDIA


Na noite de domingo, no bairro Jaderlândia, outra morte foi registrada por baleamento. A vítima foi um adolescente de 14 anos. De acordo com informações repassadas pela polícia, colhidas junto a testemunhas, o menor teria tentado roubar o celular de uma pessoa não identificada naquele bairro. A ação teria ocorrido as proximidades de uma igreja católica.

Ainda de acordo com as informações, não se sabe ao certo se a vítima ou uma pessoa que passava pelo local, reagiu a situação e atirou no adolescente, que ainda tentou fugir e entrar numa casa, mas, foi impedido pela dona da residência.

O menor caiu nos fundos do quintal. O Corpo de Bombeiros foi acionado e o adolescente chegou a ser socorrido. Foi levado ao Posto 24 horas do Jaderlândia e logo após foi transferido para a UPA 24 horas, onde não resistiu aos ferimentos. O corpo foi removido para o IML.

ESPANCAMENTO NA ZONA RURAL

Numa comunidade da zona rural de Castanhal, um homem identificado pelo apelido de “Sombra”, que seria morador do assentamento Terra Prometida, foi espancado até a morte no ramal do assentamento 1º de Janeiro.

O caso ocorreu na noite de domingo (18). As primeiras informações, ainda não oficiais, dão conta de que Sombra teria estuprado uma criança de apenas 4 anos de idade, fato que teria revoltado a comunidade e a ira de populares que o espancaram.

Redação Notícia Virtual (Reportagem Tiago Silva / Últimas Notícias)