No Guamá, policial militar reformado é morto com tiros na cabeça





Rosivaldo Rodrigues Barbosa, cabo reformado da Polícia Militar, foi brutalmente assassinado com cinco disparos de arma de fogo, a maioria na cabeça, na tarde desta quinta-feira (22). O crime, com características de execução, aconteceu no bairro do Guamá, em Belém. O militar aposentado foi morto por motociclistas que, além de matar o policial, também roubaram sua arma.

A vítima estava na passagem Rui Barbosa, por volta das 16h30 da tarde de hoje, quando foi surpreendido por quatro homens em duas motocicletas. Os atiradores pararam os veículos e dispararam contra o cabo Rosivaldo. Toda a ação durou apenas alguns segundos e um dos atiradores ainda desceu da motocicleta para roubar a arma do militar. Após a conclusão do atentado, ele seguiram em fuga na direção da avenida Bernardo Sayão.

De acordo com o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, o homem foi atingido por cinco disparos de arma de fogo, a maioria na cabeça. Ele morreu na hora, sem chances de socorro. Para o delegado Jivago Ferreira, titular da Divisão de Homicídios, ainda há muito para se investigar antes de afirmar o motivo do assassinato. “A motivação ainda será esclarecida no decorrer das investigações policiais. O que podemos perceber é que ele era o alvo da ação, possivelmente por estar armado, já que os bandidos levaram a arma dele. Ou por alguma outra situação que ainda desconhecemos”, disse o delegado da Polícia Civil.

As principais testemunhas do caso são os próprios familiares da vítima, que estavam extremamente abalados com a morte violenta do cabo. Outras pessoas que presenciaram a ação já foram notificadas a depor pelo delegado Jivago. “Já temos uma tese sobre o caso, mas não vamos divulgar por enquanto, para não atrapalhar as investigações”, pontuou o delegado.

Policiais militares do 20º BPM fizeram buscas por suspeitos na região e encontraram as duas motocicletas que foram usadas pelos criminosos. Os veículos foram encaminhados à delegacia, para perícia. Até a publicação desta matéria, nenhum suspeito tinha sido identificado.

Por: Portal ORM