Polícia Civil prende dez acusados de envolvimento em latrocínio durante operação na zona rural de Altamira


Apreensões
Presos acusados de envolvimento em latrocínio  (Foto: Divulgação/Polícia Civil)


A Polícia Civil deflagrou nesta terça-feira, dia 20, a operação "Boiadeiro", para cumprir mandados de prisão temporária e de busca e apreensão, nos distritos de Castelo dos Sonhos e Cachoeira da Serra, zona rural de Altamira, sudoeste paraense. Sob coordenação da Superintendência da Polícia Civil na região do Tapajós, a ação policial é resultante de investigações sobre o latrocínio - roubo seguido de morte - ocorrido no último dia 2, quando foi vítima o motorista de caminhão boiadeiro, Rafael Miranda, na localidade de Castelo dos Sonhos. 

Ao todo, sete pessoas foram presas suspeitas de envolvimento no crime. Dez armas de fogo de diversos calibres, R$ 10 mil em dinheiro e cheques de diferentes valores foram apreendidos na operação. A ação policial, explica o delegado Vicente Gomes, resultou em diversos flagrantes confeccionados durante a manhã. As ordens judiciais foram expedidas pela Comarca de Novo Progresso por solicitação do delegado Francimar Oliveira, titular da Unidade Integrada de Castelo dos Sonhos. Um dos presos é Márcio Antonio Sartor que teve mandado de prisão temporária cumprido pela equipe policial. 

Ele foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e de munição, além de armazenamento de substância tóxica sem autorização legal (mercúrio). Segundo o delegado Vicente Gomes, titular da Superintendência do Tapajós, estiveram em atuação na operação, policiais civis da Superintendência, da Seccional de Itaituba, e das Unidades Integradas de Novo Progresso e de Castelo dos Sonhos em Altamira. Participaram da operação 17 policiais civis.