Polícia Civil prende em flagrante acusado de tentativa de homicídio e roubo em Abaetetuba


Apreensões
Moto apreendida


A Polícia Civil prendeu em flagrante, na noite de quinta-feira, 22, por tentativa de homicídio e roubo, em Abaetetuba, nordeste paraense, Max de Souza Costa, 20 anos, de apelido Juninho. A prisão foi realizada enquanto a equipe de policiais civis da Superintendência da Região do Baixo-Tocantins fazia uma investigação no bairro Francilândia, por volta de 20 horas, quando se deparou com dois suspeitos em uma moto preta.

Ao se deparem com a viatura policial, os suspeitos acabaram caindo da moto. Um deles, identificado pelo apelido de Pipira da Angélica, saiu em fuga do local. O comparsa dele, Max Costa, foi preso em flagrante com um revólver calibre 38 com duas munições deflagradas e três intactas, além de dois telefones celulares. 

No local, os policiais civis receberam informações de que os dois suspeitos haviam tentado matar, momentos antes, um homem conhecido como Alanzinho.

Os tiros atingiram, por engano, a perna de uma mulher de 38 anos, que foi socorrida até a Unidade de Pronto Atendimento e não corre risco de morrer. Na Delegacia, os policiais verificaram que a moto havia sido roubada, no dia 21, às 21 horas, no bairro Santa Rosa.

Em contato com a dona do veículo, os policiais civis enviaram a foto de Juninho e do comparsa. Os dois foram reconhecidos pela vítima como os autores do roubo. Os dois telefones celulares apreendidos também foram roubados. Juninho havia saído em liberdade condicional do presídio regional havia um mês. Ele responde por roubo na Justiça. A prisão e apreensões foram realizadas pela equipe formada pelos investigadores Angelo, Denilson, Jacemir e Nonato.

Blogdomanoelsilva.blogspot.com.br 
 informações policia civil