Assaltos violentos na praia do Atalaia, em Salinas, assustam veranistas


Assaltos violentos na praia do Atalaia, em Salinas, assustam veranistas (Foto: Mariana Nogueira)


Os constantes assaltos no município de Salinópolis, no nordeste paraense, estão assustando moradores e veranistas. Além de casas invadidas, a população denuncia os assaltos na praia do Atalaia, a mais movimentada do local. 

Uma internauta, que prefere não se identificar por segurança, procurou o DOL neste domingo (23) para denunciar um assalto na madrugada de sexta-feira (21), quando se divertia com amigos na praia.

“Nós estávamos em frente a uma barraca que está tendo show na praia e dois amigos saíram no meu carro para comprar gelo. Logo foram abordados por três homens e uma mulher, que estavam armados com duas pistolas. Eles entraram no carro e os levaram para um lugar mais escuro, só que o carro atolou na praia”, conta. 

“Um dos assaltantes que estava com a arma na cabeça do meu amigo pegou o carro para dirigir, mas viu que não tinha jeito, que o carro não ia sair de lá. Então eles pegaram todos os pertences, relógio, celular, dinheiro e fugiram”, detalha. Uma das vítimas que chegou a ser agredida pelo assaltante. 

Após os assaltantes fugirem, as vítimas saíram correndo para pedir ajuda para os outros amigos. “Depois que conseguimos tirar o carro fomos embora com medo. Quando estávamos saindo pelo atalho da praia, meus amigos reconheceram os quatro assaltantes. Aí chamamos os policiais militares que estavam lá e eles os abordaram. Só que eles só conduziram os três homens para a delegacia. A mulher não”, relata. 

Na delegacia, as vítimas registraram o Boletim de Ocorrência e o trio confessou o assalto, porém eles afirmaram que a arma e os objetos do roubo estavam com a mulher. “A delegada de plantão questionou o motivo de não terem levado a mulher para a delegacia, mas eles falaram que não podiam revistá-la. Mas foi errado, porque eles podiam apenas conduzi-la e na delegacia fariam o procedimento. Dos mil reais que levaram, só conseguimos recuperar R$ 150. Os objetos todos não encontramos”, reclama. 


A denunciante lamenta ainda a falta de policiamento da praia. “São vários casos de assaltos na praia e nós não vemos policiais fazendo rondas. Eles ficam lá no atalho, perto do Detran. Com isso, os veranistas ficam correndo risco”, finaliza. 

Em contato com a Polícia Civil, que esclareceu em nota enviada na noite deste domingo (23), que os três criminosos, identificados como Erik Marcelino Correa, 20 anos; Danilo da Silva Souza, 22, e Denilson Mendes Assunção, 22, "permanecem presos e amanhã serão levados a audiência de custódia no fórum de Salinas". Ainda conforme a PC, uma mulher, suspeita de ter sido cumplíce do trio, se "apresentou ontem (sábado) na Delegacia de Salinas, e foi indiciada no inquérito policial pela receptação dos objetos roubados".

Também foi solicitado um posicionamento da Polícia Militar sobre a crescente de assaltos no verão de Salinas. A PM ainda não se manifestou até a noite deste domingo (23).

(Ana Paula Azevedo/DOL)