Em Castanhal, homem é executado com vários tiros dentro da casa dos pais





Um homicídio foi registrado na noite de quarta-feira (19), por volta das 19h30min, na cidade de Castanhal, região do nordeste paraense. A vítima foi executada dentro da casa de seus pais, localizada no bairro Santa Helena, mais precisamente na rua Americana, às proximidades de um colégio público. O assassino fugiu com um comparsa em uma motocicleta.

No local do crime, o pai da vítima, identificado como Elias, disse que seu filho Williame da Silva Souza, de 30 anos, estava em frente a sua residência. “Ele passou a tarde empinando rabiola com outro irmão dele. Depois, já no início da noite, entrou no carro para ir pra casa dele, no bairro do Milagre quando dois homens chegaram efetuando vários disparos, que atingiram apenas a lateria e o vidro da frente”, disse Elias.

Ainda de acordo com o pai da vítima, Williame saiu do veículo e entrou na residência de seus pais, mas foi perseguido e executado com vários tiros. O corpo ficou jogado na sala da casa. A mãe do rapaz foi alvejada duas vezes de raspão nos braços direito e esquerdo. Ela passa bem. O atirador também tentou contra a vida do pai de Williame. “Eu me escondi no quarto. Do lado de fora, pela janela o cara atirou em mim, mas acertou o vidro do guarda-roupas”, relatou Elias. A esposa de Williame também estava na casa no momento do crime e viu seu companheiro executado na sala da residência. A jovem desmaiou e teve que receber atendimento médico. Ela foi encaminhada por uma equipe do Corpo de Bombeiros a um hospital da cidade.

Testemunhas disseram que o atirador era gordo e o comparsa dele era magro, que pilotava uma motocicleta modelo XRE, de cor vermelha. Após o crime, a dupla fugiu do local em alta velocidade. Praticaram o homicídio sem uso de capacete. A motivação e autoria do crime ainda são desconhecidas. Em dezembro do ano passado, Williame da Silva Souza foi detido suspeito de envolvimento em um arrombamento de um caixa eletrônico no município de Salinópolis.


Por Tiago Silva (Diário do Pará)