Escrivão da Polícia se mata na delegacia de Itupiranga, PA





A Polícia Civil vai apurar as circunstâncias da morte do escrivão José Raimundo Oliveira Rodrigues, ocorrida por volta das 1h deste domingo (30), na delegacia de Itupiranga, região sudeste do Pará.
Ele efetuou um disparo na altura do maxilar e, segundos depois, outro tiro no próprio peito. Segundo a Polícia Civil, o escrivão estava confeccionando um flagrante, juntamente com o Grupamento Tático Operacional - GTO. Em certo momento, ele teria dito para um policial militar que estava cansado e afirmou que, se tivesse coragem, daria um tiro na cabeça. O PM, por sua vez, teria falado que poderia voltar ao amanhecer. Mas, em seguida, o policial civil atirou contra si mesmo. Ele chegou a ser socorrido, mas veio a falecer no Cartório da Unidade Policial. O superintendente da Polícia Civil esteve no local e vai apurar o caso, após perícia do Instituto Médico Legal e oitiva das diversas testemunhas que presenciaram o ocorrido. O corpo do escrivão vai ser levado para Igarapé-Miri, onde será sepultado. Fonte: (DOL)

Polícia Civil lamenta falecimento do escrivão José Raimundo Oliveira Rodrigues.

A Polícia Civil lamenta profundamente o falecimento do escrivão José Raimundo Oliveira Rodrigues, lotado em Itupiranga, sudeste do Estado. O corpo será levado para Igarapé-Miri, onde vai ser velado e sepultado. A instituição, por meio da Diretoria de Atendimento a Servidor, está prestando todo apoio aos familiares com acompanhamento de assistente social, psicólogas e psiquiatra, e durante o traslado do corpo. A Polícia Civil externaliza suas condolências a todos os familiares, amigos e colaboradores de trabalho, e roga a Deus para que fortaleça a todos neste momento difícil.