Mojú - Homem se vinga de soco, atira, mata e é espancado por moradores


Homem se vinga de soco, atira, mata e é espancado por moradores (Foto: Via WhatsApp)


O delegado João Bosco de Andrade Fagioli, do município do Moju, na região do Baixo Tocantins, com base nos levantamentos da Polícia Militar e de investigadores da Polícia Civil, autuou em flagrante pelo crime de homicídio qualificado Luís Carlos Marques Cardoso, de 41 anos, que teve como vítima Dejaiton Silva Oliveira, de 28 anos.

O assassino foi apresentado na delegacia do Moju pelo cabo Emanuel Cabral da 2ª Cia Orgânica do Moju, comunicando ao delegado João Bosco que ao tomar conhecimento de um crime de homicídio no ramal São Manuel, próximo à vila Conceição do Mirindeua, na zona rural do município do Moju, se dirigiu com sua guarnição para o local, uma vez que a informação dava conta que o autor do crime tinha sido capturado pelos moradores.

AÇÃO POPULAR

Quando a guarnição chegou ao local do crime, foi apresentada uma arma de fogo de fabricação artesanal usada no crime, bem como o autor Luís Carlos Marques Cardoso, que logo depois de matar Dejaiton Silva Oliveira foi perseguido e capturado pelos moradores.

Na missão, estava o investigador Rildo, cuja guarnição chegou a tempo, uma vez que a cada instante a revolta crescia contra o acusado, que se encontrava amarrado com cordas, ao lado de uma das residências da localidade, e apresentava lesões pelo corpo e rosto. “O corpo da vítima, por sua vez, havia sido levado para outra residência onde aguardava a chegada da polícia, sendo que a vítima apresentava uma lesão provocada por disparo de arma de fogo no tórax. Ao analisar a lesão, o projetil utilizado seria de múltiplos balins, característicos de projéteis usados em arma de fogo artesanal”, informou o cabo Emanuel Cabra.

Para efeitos de inquérito policial, foi apreendida a arma de fogo que a população pegou do autor dos disparos uma garrucha, cor verde, com um cartucho deflagrado, além de ter sido solicitado a perícia criminal ao IML de Abaetetuba.

Luís Carlos Marques Cardoso, durante o interrogatório, confessou o crime dizendo que estava acompanhado de mais dois homens que estariam prontos para lhe dar fuga, só que alguns detalhes não foram planejados e ele acabou 
capturado pela população.

A polícia trabalha agora com uma informação dando conta que o crime teria sido passional. Luís Carlos Marques estaria se relacionando com a ex-companheira da vítima, contudo, em seu interrogatório o autor se resumiu a dizer que o disparo “foi uma vingança por ter sido agredido poucos minutos antes pela vítima com um soco no rosto”.

(J R Avelar)