Mulher com transtornos mentais faz recepcionista refém no Fórum de Bragança


Mulher com transtornos mentais faz recepcionista refém no Fórum de Bragança (Foto: José Clemente Schwartz)


Uma mulher portadora de transtorno psicológico fez refém uma recepcionista da Defensoria Pública do Estado, no Fórum de Bragança, na manhã desta terça-feira (8).

A situação foi contornada após a chegada da pela Polícia Militar, que conseguiu retirar a faca e segurar a agressora. Antes de seguir ao fórum, ela havia visitado o Pró-Paz, onde foi atendida por uma psicóloga.

Ruth Adriana da Silva, 34, chegou à Defensoria Pública por volta das 10h e foi direto para a mesa da recepcionista, puxou uma faca de dentro da bolsa e fez a funcionária refém. Ela disse que só retiraria a arma do pescoço da vítima quando fosse atendida.

"Ela (Ruth) estava muito nervosa e deixou todos muito nervosos também. Não dava para entender o que ela queria; a situação deixou todos atônitos, porque havia uma vida em jogo”, contou o professor Carlos Eduardo Santos, 29.

Policiais militares distrairam para controlar a situação

Mesmo com a chegada da Polícia Militar, Ruth continuava ameaçando a recepcionista.

Enquanto alguns policiais militar conversavam com a agressora, um dos agentes conseguiu encontrar uma brecha e retirar a faca quando Ruth se distraiu.


A mulher foi conduzida pela equipe do Corpo de Bombeiros Militar para atendimento psicológico, assim como a recepcionista, que não sofreu ferimentos. 

A psicóloga Karla Tatiana Gardunho, que atendeu Ruth horas antes, quanto esteve no Pró-Paz, falou sobre a paciente.

“Ela vai ao Pró-Paz sem muita regularidade, mas com frequência o suficiente para chegarmos ao diagnóstico de que sofre de transtornos psicológicos. Hoje, ela estava muito agitada e irritada durante a consulta”, afirmou. 

(Com informações de José Clemente Schwartz)