Papão: STJD marca julgamento do recurso da Procuradoria sobre caso de homofobia





O recurso movido pela Procuradoria Geral do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) contra a decisão que inocentou o Paysandu da acusação de homofobia durante partida contra o Luverdense, na Curuzu, está com o julgamento marcado. A sessão será a partir das 11h desta quinta-feira (10), na sede do tribunal, no Rio de Janeiro.

No dia 19 de julho, o Paysandu foi réu do primeiro julgamento por denúncia de homofobia no esporte. A pena do artigo 243G (relacionado à discriminação) previa até perda de pontos, mas o clube foi absolvido. Já no artigo 213 (referente a tumulto), o Bicola teve de pagar multa de R$ 7,5 mil, que foi revertida em cestas básicas. O destino do material foi a APAE, em Belém. 

O caso ocorreu no dia 30 de junho, após o empate em 1 a 1 com o Luverdense, dentro da Curuzu, em Belém, quando uma torcida uniformizada brigou com a Banda Alma Celeste. A motivação do tumulto teria sido o fato da Ama Celeste ter apoiado a causa LGBTS.

Por: Redação Portal ORM