Santa Maria do Pará - Polícia Civil prende foragido que responde processos com 5 nomes diferentes no Pará





Policiais civis da Divisão Estadual de Narcóticos (DENARC) prenderam nesta sexta-feira, um homem acusado dos crimes de homicídio e tráfico de drogas, durante operação policial, no município de Santa Maria do Pará, nordeste do Estado. Conhecido como Nego da Bandoleira, o preso tem cinco nomes diferentes: Adimilson Firmino Gabriel, de 46 anos; Fabiano Firmino de Souza, de 35 anos, Gilmar Firmino Gabriel, de 34 anos, Fabiano de Souza Gabriel Sobrinho, de 36 anos, e Fabiano de Souza Gabriel, de 35 anos. Contra o acusado, existem sete mandados de prisão decretados pela Justiça de Castanhal no Pará.

Ele também é acusado de comandar uma associação criminosa de roubo de cargas em Santa Maria do Pará. A operação foi coordenada pelo delegado Hennison Jacob, titular da DENARC. Segundo o policial civil, o preso vai passar por uma perícia na Diretoria de Identificação da Polícia Civil para ser oficialmente identificado, já que possui três documentos de identidade. A prisão foi realizada com base no mandado de prisão preventiva em decorrência de processo em que responde pelo homicídio de Marcelo Negrão Silva.

A ordem de prisão foi espedida em 28 de setembro de 2015 pela juíza Flávia Carneiro da 1° Vara Criminal da Comarca de Castanhal. No mandado de prisão preventiva consta que o acusado afirma "ter viabilizado o veículo que foi do utilizado pelos executores do crime". O mandato de prisão cita ainda que o indiciado tem cinco nomes, "concluindo-se que este se esquiva da ação da Justiça".

Com o nome de Fabiano Firmino de Souza consta ter nascido em Jambuaçu, município de Moju. Já como Gilmar Firmino Gabriel, consta ter nascido em Santa Maria do Pará. Como Fabiano de Souza Gabriel Sobrinho, Fabiano de Souza Gabriel e Adimilson Firmino Gabriel, o acusado aparece como tendo nascido em São Miguel do Guamá. A data de nascimento e os nomes dos pais também são diferentes nos três documentos. O preso vai permanecer preso à disposição da Justiça.