Polícia investiga suspeitas de extorsão praticada por agentes do Detran na capital





A Divisão de Crimes Funcionais da Polícia Civil (Decrif) investiga a denúncia de que agentes de trânsito do Departamento de Trânsito do Pará (Detran) estariam extorquindo motoristas em uma blitz na quarta-feira (6) na avenida Castelo Branco, bairro do Guamá, em Belém. Um vídeo mostra o momento em que um dos agentes é abordado.

De acordo com a Polícia, a denúncia ocorreu quando um caminhoneiro foi abordado pelos agentes do Detran em um ponto distante da blitz. Segundo o depoimento do motorista na delegacia, os agentes públicos disseram que o veículo estaria irregular, aplicando multa superior a R$ 3 mil, e que o veículo seria removido ao pátio do Detran.

No entanto, segundo a denúncia os agentes teriam cobrado R$ 1,2 mil para evitar a multa. O motorista do caminhão acionou a empresa em que trabalha, que fez a denúncia à Polícia Civil.

A Polícia disse que uma viatura descaracterizada foi enviada ao local e ao chegar ao ponto onde estava o caminhão parado e sendo rebocado, policiais civis realizaram a abordagem aos agentes de trânsito que fugiram em uma motocicleta do próprio Detran.

Em seguida, os policiais foram à blitz e viram vários agentes fugindo do local, abandonando alguns equipamentos e cones. Um dos agentes do Detran ficou no local e foi encaminhado à Decrif.

Na delegacia, o agente de trânsito prestou depoimento e foi levado para a sala de reconhecimento. O motorista disse não ter sido foi extorquido pelo agente detido e por isso o servidor foi liberado.

Em nota, o Detran informou que até o momento a Corregedoria do órgão não recebeu nenhuma denúncia acerca do assunto. Porém, já entrou em contato com a Decrif para atuar em conjunto na identificação dos supostos agentes que teriam participado da ação.

Fonte: G1/Pa
Tecnologia do Blogger.