Quase 300 mil ainda não vacinaram contra gripe no Pará





Até o início da tarde de terça-feira (19), somente 76% da população prioritária recebeu doses da vacina contra gripe no Pará. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), ainda faltam 296.466 pessoas serem imunizadas.

A meta da Sespa é atingir pelo menos 90% do público-alvo que inclui 1.502.511 pessoas. A vacina é disponibilizada aos grupos prioritários nas Unidades Básicas de Saúde. Confira abaixo quem tem prioridade:

crianças entre 6 meses e cinco anos;
professores da rede pública e privada;
profissionais de saúde;
gestantes;
mulheres com parto recente - com até 45 dias;
idosos a partir de 60 anos;
povos indígenas;
portadores de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão;
população privada de liberdade, incluindo funcionários e infratores.

A Sespa informou que entre os grupos, o menor índice de cobertura é entre crianças menores de cinco anos. Até o momento, somente 64% delas foram vacinadas.

A preocupação é por que crianças nessa faixa etária, assim como idosos e gestantes, serem mais suscetíveis às complicações causadas pela gripe, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

A maior cobertura está entre os trabalhadores de saúde e puérperas, com 87%; seguidos por idosos e professores, com 86%; indígenas com 78%; gestantes - 75%.

A coordenadora estadual de Imunização, Jaíra Ataíde fez um apelo para que os pais e responsáveis levem as crianças de seis meses a cinco anos para vacinar.

"É uma vacina segura, que protege contra três vírus que causam a gripe: Influenza A (H1N1) e Influenza B, que pode até levar à morte", informou a coordenadora.

Foto: Agência Pará
Tecnologia do Blogger.